domingo, setembro 15, 2019

Picadeiro

Apresento-me aqui
Senhor leitor
Neste picadeiro iluminado,
tua cuca tão pós-moderna!
Não reflitas tanto, caro amigo,
pois hás de enlouquecer
e darás uma pirueta
como a que dou agora
em tua desamparada caixola
caio
não caio
me equilibro, por um triz,
na ponta do teu nariz.
Quero risos, gargalhadas
quero caretas.
Nem que sejam
de mais puro desespero
e que a comédia
seja já sem graça
piada de mau gosto
bolo de mel amargo
estragando as expectativas
imitação mórbida
quase idêntica
da nossa vida.

Nenhum comentário: