sexta-feira, junho 18, 2021

Ouvindo: A menina que roubava livros - Markus Zuzak


Desde Esperando Bojangles, eu fui cooptado para o universo dos audiolivros. Tem sido uma experiência mágica. Viajei pelo Oriente com As Mil e uma Noites, fui a um porão suíço em O Aquário e conheci relatos de experiências transcendentais em A Profecia Celestina e A Décima Profecia. Agora, estou retornando à Alemanha Nazista nessa jornada de infância, amizade, sacrifício e Morte. Este é o meu reencontro de mais de dez anos depois com A menina que roubava livros.


Ficha Técnica 

A Menina que Roubava Livros

Markus Zusak

 Nenhuma oferta encontrada

ISBN-13: 9788580574517

ISBN-10: 858057451X

Ano: 2013 

Páginas: 480

Idioma: português

Editora: Intrínseca

Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/a-menina-que-roubava-livros-7ed410101.html

quinta-feira, junho 17, 2021

Se eu


Se eu gritar "Fora Bolsonaro!"

Você ainda vai me amar?

Se eu for às ruas

Eu me vestir de vermelho

contra tantas violências... e então?

Se eu não conseguir mais 

falar com você 

por seu apoio a esse monstro

Você ainda vai me amar?

PIB


Fui buscar um sentido 

para a sigla PIB 

que não fosse 

"Produto Interno Bruto". 

E (re)descobri 

a maior riqueza 

De infinita grandeza: 

"Povos Indígenas do Brasil". 

quarta-feira, junho 16, 2021

Lendo: A marca de uma lágrima - Pedro Bandeira

 


Estou participando de um clube de leitura coordenado por uma amiga. Este é o primeiro livro que lemos. Curiosamente, eu já o havia lido, muitos anos atrás. A narrativa acompanha uma adolescente com sérios problemas de autoestima, enquanto sua genialidade com as palavras a faz escrever torturante cartas de amor entre sua melhor amiga e o rapaz amado. 


Ficha Técnica 

A Marca de uma Lágrima

Pedro Bandeira

ISBN-13: 9788516035402

ISBN-10: 8516035409

Ano: 1994 

Páginas: 176

Idioma: português

Editora: Moderna


Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/a-marca-de-uma-lagrima-866ed1127.html

Sou Antifascista!



Quem deveria lutar pela justiça persegue a liberdade. Quem deveria investigar de forma transparente e objetiva tem sido vetor de comportamentos intimidadores e repressivos. Quem deveria defender a democracia contra os fascistas tem se unido a eles. Agora eu me pergunto: Quando ser antifascista foi algo ruim? 

Quando pequeno, escutava sobre meu avô, que lutava por justiça social, que se mobilizou para que os direitos de seus colegas ferroviários fossem assegurados e protegidos. Em 1964, meu avô, Nestor Antônio Medina, foi preso. Felizmente, ele retornou, mas nunca disse uma palavra sobre o que passou na prisão.

Meu avô não foi considerado perigoso o suficiente para ser morto. Não foi considerado perigoso o suficiente para ser deportado. Simplesmente continuou aqui, arrastando suas cicatrizes, bem como as cicatrizes de sua esposa, Maria da Conceição Santos Medina, e de suas filhas e filhos.

De repente, começo a escutar sobre pessoas que assumem um discurso que criminaliza quem se posiciona como antifascista. Acho que essas pessoas, ou não entendem o sentido de ser antifa, ou  simplesmente são mal-intencionados o suficiente para distorcer discursos e forjar falsas verdades. 

Agora, se você se identifica com essas pessoas, posso dizer com todas as letras que você é um mau-caráter. Não adianta tentar inverter os papeis. Quem faz pose de "arminha" e defende a pena de morte é tão horrível quanto esse presidente assassino que governa nosso país.

Esta crônica foi escrita inspirada na nota abaixo:   


"10 DE JUNHO DE 2021 - 17:57 #Liberdade De Expressão #Nota Pública

Na tarde desta quinta-feira, 10, quatro professores e cinco estudantes da Universidade Estadual do Ceará (UECE) foram intimados a comparecer à Unidade de Polícia Federal para prestar esclarecimentos sobre ação que apura 'atos antifascistas', 'organização de polícia ideológica' e 'perseguição [a grupos] por serem cristãos, bolsonaristas e não quererem declarar voto no candidato do Partido dos Trabalhadores', supostamente ocorridos em 2018.

A ação acontece desde o referido ano, e o Ministério Público Federal já afirmou não existir viabilidade na acusação. No entanto, o inquérito ainda não foi arquivado.

Nesse contexto, a UECE manifesta incondicional apoio institucional aos professores e aos estudantes que estão sendo alvo dessa intimação que fere a liberdade de expressão e de 'aprender, ensinar, pesquisar e divulgar o pensamento, a arte e o saber' (Constituição Federal, Art. 206).

Os professores intimados, em momento algum, perseguiram alunos por terem posicionamentos divergentes, pois é exatamente em virtude dessas diferenças e do livre debate de ideias que a ciência se constrói. Na verdade, discussões e posicionamentos diversos são os pilares da academia.

Em tempos de obscurantismo e de retrocessos, comprometemo-nos, obviamente, com a verdade dos fatos e reiteramos nosso compromisso com a democracia, com a autonomia universitária – a nós garantida pela Constituição Federal – e com o Estado Democrático de Direito, além de apoiarmos incondicionalmente os membros de nossa comunidade acadêmica nessa luta.

Iluminando caminhos, seguimos firmes em defesa da democracia."

http://www.uece.br/noticias/nota-publica-em-defesa-da-liberdade-de-expressao/



terça-feira, junho 15, 2021

Lido: Ovo galinha - Stella Elia

 



Um poema concreto em um poema em forma de livro. Um objeto para ser descoberto.


Ficha Técnica 

Ovo galinha 

Stella Elia

ISBN 9786500110470

Ano: 2020 

Páginas: 28

Editora: Baba Yaga


Lido: Ideias para adiar o fim do mundo - Ailton Krenak



Encerrei de uma vez. Um mergulho em outra forma de pensar. Um livro que é ligeiro e afiado como a ponta de uma flecha.


Ideias para adiar o fim do mundo

Ailton Krenak

ISBN-13: 9788535932416

ISBN-10: 8535932410

Ano: 2019 

Páginas: 88

Idioma: português

Editora: Companhia das Letras

segunda-feira, junho 14, 2021

Lendo: O livro dos abraços - Eduardo Galeano

 


Finalmente eu me lancei na aventura que é percorrer as narrativas geralmente curtas que dão vida a este livro. Esse percurso é delicioso, divertido e também incômodo. É uma forma de me sentir um pouco mais latino. Sim  sou latino. E Galeano consegue magistralmente transmitir esse sentimento.


Ficha Técnica 

O livro dos abraços 

Eduardo Galeano 

ISBN-13: 9788525414885

ISBN-10: 8525414883

Ano: 2016 

Páginas: 272

Idioma: português

Editora: L&PM

Lido: Nuang - Caminhos da Liberdade - Janine Rodrigues e Luciana Nabuco



Nuang é uma narrativa sobre prisão, escravização e liberdade. Uma narrativa aberta. Inspirada na cultura dos povos Banto, conta a trajetória de uma menina que tem em si o talento e a sabedoria para guiar seu povo rumo à libertação. 


Ficha Técnica 

Nuang - Caminhos da liberdade

Janine Rodrigues

Luciana Nabuco 

ISBN-13: 9788592577070

ISBN-10: 8592577071

Ano: 2017 / Páginas: 38

Idioma: português

Editora: Piraporiando


Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/nuang-779998ed784723.html



sábado, junho 12, 2021

Lendo: Úrsula e outras obras - Maria Firmina dos Reis


Quando soube de Maria Firmina dos Reis, fiquei encantado, interessado e igualmente incomodado. Como ainda não havia sido apresentado à primeira romancista negra brasileira? E não é apenas isso. Ela foi, muito antes de Castro Alves, uma voz ferrenha contra a escravidão. 

Depois de meu encontro com as narrativas de Carolina Maria de Jesus e Conceição Evaristo, fui tomado por um senso de urgência em ler mais autoras negras. Assim, li Jarid Arraes, Eliana Alves Cruz e, agora, mergulho na literatura de uma mulher de discurso forte, duro, poético e quase desesperado.

Sim, é possível perceber o senso de urgência no clamor Maria Firmina por um mundo diferente daquele que ela vive, onde a sociedade machista e preconceituosa de homens brancos, ricos e violentos usam de seus desmandos quase como deuses.

Estou terminando o livro Úrsula e outras obras. Logo que tiver terminado, pretendo falar um pouco mais sobre essa seminal experiência de leitura.


Úrsula e Outras Obras

Maria Firmina dos Reis

 Nenhuma oferta encontrada

ISBN-13: 9788540203471

ISBN-10: 8540203472

Ano: 2018

Páginas: 307

Idioma: português

Editora: edições câmara


Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/ursula-e-outras-obras-802621ed806431.html

sábado, junho 05, 2021

Pés de barro


Um dia ouvi
Ou li, sei lá,
que se todas 
as ações das empresas
Fossem transformadas 
em dinheiro 
ou em ouro, até
Não haveria dinheiro
Ouro
Nada
Que fosse suficiente.
Então por que 
Continuamos perseguindo
Essa Quimera? 

sexta-feira, maio 14, 2021

O abraço do ouriço - Sobre as muitas formas de mostrar carinho



A vida é tão trivial que chega a parecer um desfile de clichês. Sim, é verdade. Tem coisas que acontecem no mundo que parecem ter saído de uma novela. Algumas nos enchem de fúria. Outras nos levam às lágrimas. E nessa montanha-russa, por vezes somos agraciados por presentes do acaso. Mensagens que parecem até transcendentes de tão preciosas e acertadas, pois chegam justamente nos momentos em que mais precisamos.

E como a arte imita a vida - ou seria o contrário? - foi por meio de um livro que recebi um presente desses. Estamos já no segundo ano de uma pandemia que levou milhares de brasileiros. Centenas de milhares, na verdade. E desde o início de 2020, algo que nos é muito precioso nos foi tirado: a proximidade. Há pessoas que estão sem ter contato físico com quem amam há mais de um ano. Não podem tocar, sentir, abraçar suas famílias. É como se o abraço agora escondesse um perigo que, para muitos, é mortal.

Então vem um livro e traz um refrigério, vem de um jeito cálido dizer: "Calma, eu sei que é difícil, mas há outras formas de abraçar". Estou falando de O abraço do ouriço, livro de Adriana Barretta Almeida e Verônica Fukuda. É uma narrativa rimada, repleta da musicalidade da poesia. Sua história fala sobre um ouriço que deseja poder abraçar. Seus amigos, atentos e dedicados, buscam maneiras de atender seu desejo. Mas parece que nada é capaz de abrandar o furor de seus espinhos, ainda que tal furor seja involuntário.

O texto de Adriana Barretta Almeida é suave como uma brisa. Parece sussurrar em nosso ouvido, enquanto nos toma pela mão e nos faz caminhar junto com o pequeno ouriço. Enquanto isso, os desenhos de Verônica Fukuda combinam em suavidade com o texto, enquanto os belos e expressivos traços vão aprofundando nossa empatia por todas as personagens. E assim uma história de amor e cuidado vai se desenvolvendo aos nossos olhos e demais sentidos.

Como disse no início, há livros que parecem ter chegado na hora certa. E quando terminei de virar as páginas do magnífico O abraço do ouriço, eu me senti presenteado. Fui cercado pelo calor e pela certeza de ter tocado um tesouro. E também de sentir que até mesmo um livro é capaz de abraçar alguém.


Ficha Técnica

O abraço do ouriço

Adriana Barretta Almeida

Verônica Fukuda

Editora Aletria

Ano: 2020

Páginas: 44 

Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/o-abraco-do-ourico-11907557ed11903503.html

Os 30 anos da Biblioteca Pública Infantil e Juvenil

Foto: Ricardo Laf/PBH


A Biblioteca Pública Infantil e Juvenil fez uma marca indelével em minha vida. Quando lá em 1994 eu tive em mãos um exemplar da revista Ler-O-Lero, nunca imaginei que um dia faria parte do lugar onde a revista nasceu. Lembro que eu ficava horas e mais horas lendo e relendo a revista. Eu ficava me deleitando com as imagens e também as brincadeiras com as palavras e com as histórias. Narrativas sobre três lobinhos que eram perseguidos por um grande porco, ou de um menino chamado João que, de tanto comer feijão, cresceu e ficou gigante feito um pé de fruta-pão.

Anos depois eu fui visitar a Biblioteca para uma apresentação do Era uma vez... E conheci a Sandra Bittendourt e o Babu Xavier. Já era adulto e já sonhava trabalhar como servidor da Fundação Municipal de Cultura. O sonho estava quase se concretizando.

E um dia eu finalmente pude dizer que fazia parte da equipe da BPIJ. Foram anos de muita alegria e muito trabalho, realizando oficinas, coordenando lançamentos de livros, preparando programações mensais. E agora, quando vejo que fiz parte de uma história de 30 anos, sinto muito orgulho e amor.

Sim, a Biblioteca Pública Infantil e Juvenil está completando 30 anos em 2021. E preparou uma programação com carinho e muita sensibilidade. Essa programação eu compartilho com vocês logo abaixo.


Atividades permanentes 

PROSA POÉTICA - OFICINA DE ESCRITA CRIATIVA

Espaço para o escritor aprendiz exercitar a criatividade, trocar ideias e experiências.

Mediação: Kátia Mourão 

Terças-feiras, sempre às 10h

Encontro virtual na plataforma Google Meet

Como participar: envie uma solicitação para o e-mail bibliotecainfantilejuvenil@pbh.gov.br com o assunto “Prosa poética - escrita criativa”


RODA DE LEITURA

Encontro para a prática da leitura em voz alta e reflexão sobre a literatura em suas diversas formas de expressão.

Mediação: Wander Ferreira

Quartas-feiras, às 14h

Encontro virtual na plataforma Google Meet

Como participar: envie uma solicitação para o e-mail bibliotecainfantilejuvenil@pbh.gov.br com o assunto “Roda de Leitura”


HISTÓRIAS E CRIANÇAS

Encontros virtuais para narração e leitura de histórias para crianças e suas famílias, com a participação da equipe da BPIJ-BH e voluntárias

Quinzenalmente, nas quintas-feiras, às 17h30

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 

Público: Crianças e suas famílias


ENCONTRO DE CONTADORAS DE HISTÓRIAS

Reunião para seleção e pesquisa de textos literários, exercícios de narração de histórias e trocas de vivências. 

Sextas-feiras, às 10h

Encontro virtual na plataforma Google Meet

Como participar: envie uma solicitação para o e-mail bibliotecainfantilejuvenil@pbh.gov.br com o assunto “Encontro de contadoras” 


LEMBRANÇAS DA BIBLIOTECA

Um vídeo por dia com depoimentos de leitores, funcionários e amigos da BPIJ-BH.

De 03/05 a 31/5, às 8h

Publicações no Facebook


MANHÃ ENCANTADA

Um encontro marcado com a fantasia através da narração de histórias

Sábados, dias 8, 15, 22 e 29/05, às 10h

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 

Público: crianças e suas famílias 


BIBLIOTECA CONVIDA

Encontro com Antonieta Cunha, Maria do Carmo Maggi e Reni Thiago, com

mediação de Ana Paula Cantagalli

Quinta-feira, 03/06, às 15h

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 

Público: jovem/adulto


CORRE DE FADA

Conversa com Val Armanelli sobre o quadrinho “Comida de Fada” 

Terça-feira, dia 08/06, às 19h

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 

Público: jovem/adulto


DESENHANDO O QUADRINISTA

Bate-papo com quadrinistas de BH sobre seus percursos de leitura, memórias afetivas e ídolos no mundo dos quadrinhos

Quinta-feira, 17/06, às 19h

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 

Público: jovem e adulto 


SARARAU PALAVRA PRETA

Reunião de poetas e convidados do Sararau ocorrido na BPIJ-BH para performances envolvendo a produção de poetas negros brasileiros. 

Quarta-feira, 23/06, às 19h

Evento virtual na plataforma Google Meet

Público: jovem/adulto

Como participar: envie uma solicitação para o e-mail bibliotecainfantilejuvenil@pbh.gov.br com o assunto “Sararau”


RODA DE LEITURA COM AS CRIANÇAS

Quarta-feira, dia 30/06, às 10h

No canal da Fundação Municipal de Cultura no youtube 


Espero que vocês, assim como eu, possam se inspirar com essa programação tão especial. E que nos vejamos lá!

quarta-feira, maio 12, 2021