A Cidade Suspensa


Por Samuel Medina e Daniel Werneck
Kain, um misterioso viajante, chega à Cidade Suspensa com um objetivo secreto. Conseguirá ele vencer as forças que atuam na Cidade Suspensa e alcançar o que almeja? Acompanhe a enigmática viagem deste solitário estrangeiro.

Atenção: já se encontra disponível para download a versão e-book de A Cidade Suspensa. Confira!

Download da versão em PDF no site Overmundo: http://www.overmundo.com.br/download_banco/a-cidade-suspensa

Você pode baixar também no site 4shared: http://www.4shared.com/file/c9uP9LLEba/A_Cidade_Suspensa.html

Índice

A Cidade Suspensa – Parte I

A Cidade Suspensa – Parte II

A Cidade Suspensa – Parte III

A Cidade Suspensa – Parte IV

A Cidade Suspensa – Parte V

A Cidade Suspensa – Parte VI

A Cidade Suspensa – Parte VII

A Cidade Suspensa – Parte VIII

A Cidade Suspensa – Parte IX

A Cidade Suspensa – Parte X

A Cidade Suspensa – Parte XI

A Cidade Suspensa – Parte XII

A Cidade Suspensa – Parte XIII

A Cidade Suspensa – Parte XIV

A Cidade Suspensa – Parte Final

12 comentários:

Nerito disse...

Pronto! A casa está arrumada para receber todo mundo...

Dia 14/08/2012 aguardo a todos para deixarem aqui recados, opiniões, brincadeiras, enfim o que quiserem, mas no limite do respeito, é claro!

Então, sejam bem-vindos!

Rosa Maria disse...

Que maravilha! Eu sou fã de carteirinha (eu quero minha carteirinha!!) desta maravilhosa história do meu amigo Samuel Medina! E não iria deixar de passar por aqui para parabenizá-lo!

Eu leio a Cidade Suspensa, e vejo um pouco de O Processo de Kafka, conversamos sobre isso uma vez. Adoro essas referências.

A Cidade ficou linda na forma que foi ilustrada, gostei muito das cores. Onde fica? Tem como ir lá?

Minha personagem favorita é a Scarlate... Consigo imaginá-la perfeitamente: Linda e misteriosa. Claro que gosto de Kain, mas o Ambulante Chinês é perfeito!

Parabéns meu amigo!

Um forte abraço!

Nerito disse...

Valeu, Rosa! Você sabe que seu apoio foi muito importante para que eu continuasse escrevendo. Valeu e grande abraço pra você!

Fernanda Cristina Vinhas Reis disse...

Oi Nerito!

Olha só, matei aula só pra poder participar ;D

Eu adorei esse conto, e concordo com a Rosa, adoro a Scarlate. mas todos os personagens são muito legais, na verdade é difícil escolher um só.

E já estou babando com o outro conto que você começou!

Parabéns e muito sucesso!

Beijos!

Lourdinha Viana disse...

Oi, Nerito...parabéns pelo aniversário da CIDADE SUSPENSA. Eu trouxe brigadeiros de nuvem e muffins de pérolas para o lanche.E um bule de chá de ideias para acompanhar. Espero ler várias outras aventuras no Guardião. Tenho o passaporte com o sinete do carimbador maluco que me transfere acesso vitalício à Cidade Suspensa por isso sei que posso sempre pousar aqui, não sentirei saudades.Abraço. Lourdinha Viana.

Nerito disse...

Fernanda, puxa, estou lisonjeado! E espero que você aprecie essa nova narrativa. E conto com suas críticas e sugestões!

Abraços!

Nerito disse...

Oi Lourdinha, você sempre será bem vinda à Cidade Suspensa. Mas cuidado com as armadilhas dessa metrópole maluca!

Simone Teodoro disse...

Vida longa à Cidade suspensa, em formato de livro, de papel!!!!!!!!!
Bjão, Samu

João Emílio disse...

Sinistro, enigmático, envolvente e surpreendente. Muito bom, Muka. Parabéns.

Marina disse...

Nerito, é a primeira vez que entro no seu blog. Ainda não li nada, porque estou só dando uma passada rápida, mas quis responder à sua enquete. O problema de enquete é que é igual aos testes de revista feminina: costumam não ter a opção que agente gostaria de marcar e então temos que escolher entre as que estão disponíveis.

Olha, eu quebrei a cabeça para ser mais lida quando criei o UM ANO SEM COMPRAS e passei uns meses com bem poucos leitores diários ( no início eram 5, 10...)... Com o tempo fui aprendendo mais coisas e ficou mais fácil.

Eu penso assim, que você tem um dos tipos de blog mais difíceis de serem lidos: um blog que apresenta a sua produção literária. É difícil conseguir novos leitores, muito difícil mesmo. Uma das formas de conseguir isso é comentar em outros blogs, porque existe uma etiqueta "não escrita" na net em que quando a gente entra no blog de alguém essa pessoa, em troca, dá uma passada no nosso blog, pelo menos pra conhecer, mesmo que não se torne uma leitora habitual. Outra coisa que funciona é você tornar o seu blog fácil de usar para os leitores: não pode estar abarrotado de coisas e deve ser fácil acessar seu conteúdo. Assim que a pessoa entrar no blog ela tem que conseguir entender mais ou menos sobre o quê você está escrevendo. Por mais que a gente tenha pretensões artísticas, o que a gente escreve é um produto e, em última instância, é algo que queremos compartilhar. A gente escreve pra ser lido, né?

Eu não faria promoções, não premiaria os comentaristas mais frequentes nem nada do gênero, porque aí acho que o blog fica aberto para esses "leitores parasitas" que só entram esperando ganhar algo material em troca. Pensando na temática do seu blog, acho que eu tentaria publicar artigos em revistas online, conseguindo assim mais links pro blog.

Bem, espero ter ajudado pra alguma coisa. Não sou expert em nada, mas sei que é difícil tornar o blog mais popular.... pra mim foi difícil demais!

Abraço!

Marina disse...

"a gente" e não "agente"... rsrsrs...

Anônimo disse...

Eu estou lendo o seu livro para um trabalho de escola e estou achando super divertido e interessante