segunda-feira, março 16, 2020

Auto-abismo

Rasgo o meu peito
com palavras sem sorte
Eu sei, não sou forte,
sou um pouco sem jeito.

É um grave defeito
gostar tanto da morte
qual um corpo que aborte
o seu bem mais perfeito.

E deitado em meu leito
perco o rumo, o norte.
Faço um profundo corte
do mal que está feito.

Nenhum comentário: