domingo, fevereiro 01, 2015


Adoro o grito dos gatos.
Reúnem desespero e dignidade.
E enquanto não posso gritar como eles,
Tranco a boca e sonho.

25 de janeiro de 2015, às 19:27.

Nenhum comentário: