sexta-feira, abril 06, 2012

Haroun e o Mar de Histórias - A Palavra no seu melhor papel

Fonte: divulgação
Haroun e o Mar de Histórias apresenta ao leitor o menino Haroun, de dez anos, filho do contador de histórias Rashid Khalifa, conhecido e aclamado por todos como o melhor narrador da região. Após um triste incidente na família, Rashid enfrenta problemas com seu talento em narrar. Haroun então descobre que seu pai é nutrido por uma torneira mágica, proveniente de uma lua invisível, onde está o Mar de Fios de Histórias, em que cada fio é uma história que já foi contada, ou que ainda será. Haroun descobre que esse mar corre perigo, por causa de uma estranha poluição, que está corroendo as histórias. Para evitar o fim do Mar de Fios de Histórias e, consequentemente, o fim do talento do seu pai, Haroun embarca em uma jornada em busca da resolução do problema.
Trata-se de uma narrativa descontraída, repleta de referências às histórias tradicionais, onde os heróis precisam se aventurar em jornadas a lugares longínquos e superar grandes desafios. O autor, Salman Rushdie, se apropria das narrativas tradicionais, aproveitando seus modelos mas também inovando, dando ênfase à arte narrativa e criando um universo belo e factível. Uma ótima aventura para qualquer idade.


Ficha Técnica:
Título: Haroun e o Mar de Histórias
Autor: Salman Rushdie
Editora: Companhia das Letras (Companhia de Bolso)
ISBN: 9788535916980 
Ano: 2010
Páginas: 184
Tradutor: Isa Mara Lando

Página do livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/13024

4 comentários:

Fefa Rodrigues disse...

Nossa que história diferente... adoro estas histórias assim... totalmente diferentes... quase uma "viagem"!!!

Também adoro qd juntam e misturam histórias tradicionais, personagens conhecidos... nunca tinha ouvido falar deste livro, ou do autor... parece bem interessante!!!

Tyr Quentalë disse...

Eu queeero!!! Dar-me-á de presente? rsrsrsrsrs Poxa.. quando você volta, você volt com vontade, né?
Beijos de quem está devorando seu blogger depois de um momento frustrante na prova de inglês:(

CMachado disse...

Olá Nerito!!
Estive aqui no seu pedaço,outras vezes mas, não tinha comentado ainda...
Vou procurar a sua crônica, porque li mas vc não tinha terminado ainda.
Acho que já deve ter terminado não?

Menino você sabe, que tenho aqui em casa Versos Satânicos e um outro desse autor, mas peguei diversas vezes, chega ser engraçado. Sempre paro nas primeiras págs e não consigo entender...
Acho que não sou muito inteligente p/ esse autor não.. rsrs

Mas, achei legal vc ter lido ele..
Meu problema é que sou teimosa, não lerei outro dele, antes de insistir com VS rsr
Abç ae
e Boas Leituras!!

Nerito disse...

CMachado, tenho certeza que vc vai adorar esse livro, além de entender tudo! rsrsrsrsrs...

Poesia é assim mesmo. Nem o mestre mais renomado de literatura "entende" um poema! Ah, o próprio poeta não pode dizer que sabe a lógica de sua poesia. É assim mesmo!

Abraço!