quarta-feira, fevereiro 26, 2020

A mão do poeta

É branca a mão do poeta
branda?
Há um poeta de mão transparente
e grandes visões
E o poeta de mão opaca não entende
Criação?
Magia?
Ou então simples loucura seria?
Não se sabe, nem mesmo este poema
quando nasce não quer saber
pois o está feito deste poema
é mais preocupado em existir
do que responder à existência
E ao poeta opaco
Suas próprias indagações.

Nenhum comentário: