segunda-feira, junho 24, 2019

Escarnecedores em roda



Um homem fazendo o sinal de armas com a mão usa uma camisa escrito "marcha para jesus". Enquanto isso, outros ao redor sorriem e aplaudem. 

Penso se não deveriam ter expressões de descontentamento ou vergonha. Jesus não era o tal príncipe da paz? 

Bolsonaro é um turbilhão de ódio e preconceito. Fico imaginando os fariseus e sacerdotes da época de Jesus com a mesma cara do Bolsonaro, as mesmas posturas e palavras. E o mesmo ódio.

Certa vez, assisti um vídeo em que Bolsonaro afirmava que seria voluntário em execuções de condenados, caso o Brasil tivesse pena de morte. Bolsonaro, se vivesse no tempo de Jesus, seria voluntário para bater os cravos. 

Que defesa os cristãos têm? Quem quiser procurar a foto verá os "servos de deus" rindo e aplaudindo, como se o presidente fosse um performer, um artista, um bobo da corte. É assustador.  Marcha para Jesus é marcha pelo direito de estar armado? E ainda assim, arma não é motivo para piada e festa. Arma serve apenas para ser usada para ferir.

Mesmo que uma pessoa seja a favor do porte de arma, acho que ela deveria pensar nisso como um mal necessário, e não como um item para ostentação. E para deixar claro: Eu sou contra!

Um comentário:

Pam disse...

Concordo totalmente, Samuca. Todos esses homens que dizem servir a Deus, na verdade, servem a si mesmos. Servem aos seus ódios, i tolerância e falta de amor. Tenho nojo e vergonha de tudo isso.