segunda-feira, maio 06, 2019

Renovando os caminhos e as ideias para a Mediação da Leitura

No dia 27 de abril de 2019, sábado, estive no Museu de Artes e Ofícios para participar do curso "E agora, o que fazer com a mediação de leitura e a formação de leitores?".

Ministrado por Aparecida Soares Carneiro, o curso foi um momento muito especial. A mediadora buscou integrar os participantes e, ao mesmo tempo, tirar cada um de nós de seu lugar de conforto. Fomos estimulados a refletir na ideia que temos de leitura literária e de sua mediação, construindo uma teia de significados a partir de nossas vivências e valores.

Alternando sua palestra com atividades dinâmicas, Aparecida nos levou a ficar em movimento, estimulou nossos sentidos, em especial nosso olhar, de forma que pudéssemos refletir sobre nossas visões e paradigmas. Desta forma, fomos convidados a repensar nossa ação como mediadores e, sobretudo, como leitores.

Tivemos um importante momento para que cada um de nós apresentasse seu trabalho e sua experiência. Assim, foi possível conhecer os projetos da Ong Casa da Árvore (BiblioArteLab, Instagram do projeto, ebook Caderno BiblioArteLab), realizados por Aluísio Cavalcante, com ações de mediação de leitura junto a jovens. Conhecemos a iniciativa de biblioteca literária realizada dentro da empresa Tambasa, por Juliana Marques. Conhecemos a experiência em ensino de Jovens e Adultos de Andréia Silva.  Por fim, fomos apresentados à consultoria em Projetos Educacionais, proporcionada por Patrícia Rocha, através da empresa Letra Pê.

Eu tive a oportunidade de falar acerca da minha experiência na Biblioteca Pública Infantil e Juvenil. Mencionei as oficinas de Mediação de Leitura que realizei no âmbito da Fundação Municipal de Cultura, em especial a Oficina Livro-Minuto. Ao fazer referência sobre minha atuação como contador de histórias, tive o privilégio de narrar a história Uma questão de interpretação, da tradição oral italiana.

O curso chegou ao fim, mas todos estávamos animados e sedentos por mais. Eu senti minhas forças renovadas. Foi um momento marcante de construção de uma rede pautada na mútua admiração e no ideal comum de construir um futuro mais inclusivo e justo.

2 comentários:

aparecida soares carneiro disse...

Samuel,
obrigada de coração!!!!
Penso que todos nós partilhamos experiências, sucessos e desafios. É assim que vamos construindo a nossa consciência social diante de mediar a leitura e formar leitores.

Samuel Medina (Nerito) disse...

Oi, Aparecida. Eu que agradeço pela oportunidade. E no próximo sábado, estaremos lá!