sexta-feira, fevereiro 08, 2013

Névoa: Contos sobrenaturais de suspense e de terror

Fonte: divulgação
Considero particularmente difícil resenhar livros de contos, mais ainda quando se trata de uma antologia composta por vários autores. Um dos principais motivos é que sinto que deveria resenhar conto a conto, como unidades narrativas únicas que eles são. Assim, o livro de contos pode apresentar uma diversidade de textos que, ainda sob organização, preservam sua individualidade textual de tal forma que tornam o livro uma experiência de múltiplas leituras. E essa experiência é ainda mais forte em uma obra que se constitui num conjunto de muitas outras. 
Sendo assim, a resenha, que normalmente já se apresenta desafiadora, assume dimensões ainda maiores quando me proponho a escrever sobre livros como o Névoa. Esta é uma antologia que reúne contos de autores muito diferentes, de vários lugares do Brasil, versando sobre o mesmo tema: o terror. Devo assumir logo de início que as diferentes visões desses autores revelavam-se não apenas no campo da linguagem, mas também na escolha da abordagem feita por cada um. Os contos vão do terror macabro ao psicológico, em alguns casos mesclando o maravilhoso ao banal. E nessa inusitada fusão, quem ganha é o leitor, que tem contato com diferentes tipos de narrativas, subtemas, vozes e pontos de vista. 
Vale ressaltar que a organização de Cristiana Gimenes foi interessante, pois demonstrou o cuidado de manter um balanceamento nos textos, tanto nos temas quanto na linguagem. Com tantos textos e autores diferentes, não seria de se estranhar que alguns acabassem chamando minha atenção.  São eles: 
O beijo da noite, de G. Lamounier, com suas virtuoses linguísticas, descrevendo uma inusitada relação amorosa; 
Uma noite no sanatório de Waverly Hills, de Mandy Porto, que constrói de forma muito competente uma narrativa no gênero "casa assombrada"; 
Devoradores: tributo aos grandes antigos, de Felipe T.S, delineado com bases no fantástico lovecraftiano; 
A garota que tinha medo da luz, de Thais Pampado, um texto que mais uma vez realça a genialidade dessa moça tão jovem e tão talentosa; 
A Invasora, de Lily Silva, que mantém um clima sóbrio, de puro realismo, criando assim um conto de terror excelente com fortes doses de ironia; 
Marcha Fúnebre, de Mateus Mourão, que explora os recursos da linguagem de forma genial; 
A seita macabra, de Gabriella Lara Silva, com imagens vívidas e palavras fortes, utilizando-se de um tema precioso aos filmes clássicos de terror; 
Fogo, de Victor Lopes, que mostra que a ficção científica e o terror podem formar um excelente casamento; 
O último apóstolo, de Gabriel Réquiem, com uma narrativa primorosa e uma excepcional homenagem a H.P.Lovecraft. 
Ressalto que há ainda outros contos excelentes. Esta é a minha seleção, um pequeno recorte, mas a sua pode ser diferente e essa é a potencialidade das antologias. Por isso, não hesito em convidar você para embarcar nessa misteriosa viagem rumo à Névoa.

Ficha Técnica:

Edição: 1
Autora: Cristiana Gimenes (organizadora)
Editora: Andross
ISBN: 9788599267660
Ano: 2013
Páginas: 224

Página do livro no Skoob: http://www.skoob.com.br/livro/292213/


Atenção, peço aos autores que mencionei aqui e que não foram linkados, se quiserem compartilhar seus blogs, páginas pessoais, perfis de twitter etc., basta comentarem no fim desta postagem que logo que puder atualizarei!

3 comentários:

Ricardo Biazotto disse...

Realmente não é fácil escrever uma resenha sobre antologias como Névoa, mas acaba sendo um desafio prazeroso, afinal, como você citou, são diferentes visões sobre um mesmo tema.
Ainda não li Névoa (pretendo adquirir na próxima semana), mas pelo conto da Gabriella Silva, único que li, dá pra esperar muita coisa boa. Aliás, essa garota é fantástica e fiquei feliz de ver seu comentário sobre o conto dela!

Abraços!
Ricardo - www.blogovershock.com.br

Victor Lopes disse...

E aí, Samuel! Tudo bom?

Cara,muito legal sua resenha, muito bem escrita e descreve muito bem o que é o Névoa. Um livro cheio de historias sensacionais de ótimos autores.
Estou muito feliz que você tenha gostado do meu conto e agradeço por citá-lo na resenha.
Também quero retribuir isso dizendo que adorei sua história, e eu não estou falando isso só porque você falou sobre a minha, mas sim porque achei realmente incrível, muito bem escrita e com a capacidade de fazer a gente se arrepiar lendo. Muito boa mesmo.

Parabéns pelo blog e lhe desejo um futuro brilhante!

Abraço,
Victor Lopes

Gabriela disse...

Não tinha ouvido falar desse livro ainda, tampouco li uma antologia. Isso é sem dúvidas vergonhoso, mas pretendo mudar minha situação logo.

memorias-de-leitura.blogspot.com