quarta-feira, outubro 03, 2012

Alma Quebrada - Parte I

Os raios de sol eram mortiços aquela tarde e ele sentiu que aquele desarranjo tão característico ao crepúsculo entrava lentamente em ressonância com seu próprio desarranjo interno.

Balançava a cabeça, tentando afastar os pensamentos funestos. Tudo corria bem. Há tempos não se sentia tão realizado. Seguira por outro caminho, algo bem mais condizente com sua alma tão lúdica e afeita ao jogo de palavras. Ao olhar-se no espelho, quase não reconhecia o rapaz que ao seus olhos parecia tão bonito. Sorriso aberto, olhar confiante, de alguém que vê seus desejos aos poucos tomando de assalto a realidade.

Há tempos ele almejava sair do labirinto digital no qual estivera por tanto tempo enredado, cansado de sistemas, circuitos, códigos e programas. Cansado da estupidez de usuários, da tirania de gerentes e superintendentes, da incompreensão dos colegas. Afinal, nenhum deles entendia a razão de um técnico em informática ter cursado Letras.

Agora, seu tempo era outro. Ou melhor, aquele era seu tempo. O computador tornou-se apenas acessório. Sua ferramenta de trabalho tornou-se a Literatura. Agora podia dedicar-se à amante com as atenções de esposa, um retorno ao seu primeiro amor.

Para ele, apenas agora assumia as rédeas de sua vida. Casa, emprego, veículo, todos conquistados com seu suor. Permitiu-se um pouco de orgulho. Solteiro, tomou coragem para flertar com mulheres em barzinhos, coisa que nunca fizera antes. Engatinhava na arte da paquera, assim como na da auto-estima.

Então porque sentia-se tão vazio? Seu esforço não parecia pertencer-lhe. Sentia ter roubado o que era de outro e essa sensação ficava ainda mais poderosa naquele fim de tarde. Não imaginava ele que seu desarranjo logo não se limitaria às regiões internas de seu ser.


2 comentários:

Dora Delano disse...

publiquei lá! =]

Começou outra história?

Fefa Rodrigues disse...

Nerito querido, faz tanto tempo que não venho te visitar,,, graças a Deus a época eleitoral acaba e axo que minha vida volta ao normal, então poderie ler seus textos com calma!!!