quarta-feira, julho 10, 2019

Histórias, memórias e sorrisos - Visita ao Lar de Idosos Benedito Venâncio

Tudo começou ao ver a foto de minha amiga Norma de Souza Lopes contando histórias para um grupo de velhinhos. Fiquei encantado e com muita vontade de participar. Entrei em contato com ela, que me apresentou a Higínia, uma professora da EJA extremamente dedicada.

Fizemos o primeiro contato e combinamos uma visita ao Lar de Idosos Benedito Venâncio no dia 12 de junho. 
Estava ansioso e muito nervoso. Para mim, os idosos devem ser ouvidos, eles são os contadores de histórias por excelência. A responsabilidade que eu sentia era enorme e isso aumentava minha insegurança. Contudo, a vontade de visitá-los, interagir com todos e conhecê-los era maior que qualquer insegurança.

Lá chegamos. Fomos conhecendo cada idosa e idoso. Todos foram muito receptivos e carinhosos. Um lanche foi distribuído e participamos dessa refeição em conjunto. 
Terminado o lanche, Higínia nos apresentou. Norma então passou a palavra pra mim. Contei "O caso do bolinho", uma de minhas histórias favoritas.

Em seguida, Norma narrou "O homem sem sorte". Foi uma delícia ouvir essa narrativa tão preciosa partindo de uma pessoa também preciosa. 
Foi então a minha vez de contar a história do rei descrente. 
Uma das presentes, a senhora Maria do Carmo, decidiu compartilhar também uma história. Ela narrou a fábula de dois amigos que encontram uma fera na floresta. 
Outra pessoa que desejou falar foi o senhor João, que narrou de sua infância difícil em Nanuque.

Um senhor chamado Sebastião contou alguns causos da roça. Contou sobre a caça ao tatu, a casa mal-assombrada e o rabo da onça.

Norma reassumiu para contar a história de Chico Bravo e João Jiló. Todos riram das trapalhadas do herói. Eu então recitei "Tombo", poema de autoria da Norma, e narrei sobre Nasrudin e o caixote.

Encerramos agradecendo as escutas e também as vivências compartilhadas. Sinto que foi um momento especial de aproximação e conhecimento. O afeto foi a palavra fundamental daquele encontro.

Mais uma vez agradeço à Higínia pela oportunidade, bem como à minha amiga Norma e também a toda a equipe do Lar de Idosos Benedito Venâncio. 



2 comentários:

Oscar Calixto | Blog Dois Pernods disse...

Que Maravilha!!!

Samuel Medina (Nerito) disse...

Olá, Oscar! Ainda tem mais! Abraço!