quarta-feira, abril 27, 2016

Posicionamento

Alguns apontamentos feitos dia 21 de abril, no Facebook.

Estou bem atrasado. Ainda envolvido no final de uma doença debilitante, não acompanhei o discurso de ódio veiculado na televisão neste último domingo. Mas agora tive que assistir. Um homem grande, bonito, de voz forte, exaltando outro homem. E o homenageado foi um notório torturador.
Não posso ser omisso. Sei que as palavras são muitas, mas por vezes a indignação tranca a boca. Falta instrumento para verbalizar o que é absurdo. Por isso eu entendo que talvez um cuspe tenha sido a única reação viável no momento.
Eu, porém, tive o tempo ao meu lado. Pude assistir com calma. Uma calma que me fugiu logo em seguida. Mais uma vez, não é possível ser omisso. Jair Bolsonaro defendeu um TORTURADOR em cadeia nacional. E não podemos, a meu ver, nos calar diante disso. Faço então um apelo a todos aqueles que se consideram simpatizantes de Bolsonaro. Por favor, avaliem essa postura. Não adianta essa pessoa esconder seu ódio junto a palavras como “deus”, “família” e “pátria”. A exaltação ao torturador permanece lá. E categoricamente, afirmo: essa violência não se justifica.
Bolsonaro afirma lutar pela "inocência" das crianças e ao mesmo tempo glorifica um homem que expôs uma mulher amarrada e violentada diante dos filhos pequenos. É esse tipo de homem que vocês, que curtem o Bolsonaro, defendem?
Não é questão de ser de direita ou de esquerda. O que está em jogo aqui é algo mais importante, chamado DIGNIDADE. Algo que vai além de posturas ideológicas. Por isso, conto com o bom senso de todos os que se simpatizam com esse político chamado Jair Bolsonaro. Por favor, não vamos continuar alimentando um monstro.

#DigaNãoaJairBolsonaro
#ForaBolsonaro
#TorturaNuncaMais

#DitaduraNuncaMais

Um comentário:

Luciana disse...

Olá,
Embora não tenha acompanhado os desdobramentos do que vem ocorrendo na política do país, também me indignei com tudo, mas acho que é muito inocente de sua parte pedir a essas pessoas que mudem de opinião, uma vez que se identificam com tal figura digna de vilão da pior espécie. Mas quem sabe, todo mundo pode mudar e as vezes as pessoas se deixam levar por esses discursos hipócritas sobre família e crianças.
Admiro seu bom coração. Melhoras.