quinta-feira, março 21, 2013

Entrevista de emprego



Na sala de espera, os dois homens se encontram. Ambos são guerreiros, vestem negro, têm alguma relação com poderes ocultos como a necromancia. Além disso, ambos foram demitidos em situações embaraçosas e buscam um novo emprego. 
A secretária da agência de empregos os recebeu calorosamente e com um sorriso contido, embora os olhos não escondessem seu pavor. Por isso, ela não deixou de escapulir logo dali.
Sentados sobre sofás de couro negro, onde seus mantos de cor similar meio que se fundem à negrura dos assentos, os dois se olham meio que de soslaio. Seus elmos negros escondem suas expressões, mas é evidente que são rivais para a mesma vaga. 
Um deles é conhecido por seu silêncio, pois sequer seu nome verdadeiro é conhecido, enquanto o segundo sempre pareceu gostar de falar. Por isso, seria natural que ele deixasse escapar um murmúrio seco, uma mistura de pigarro com arroto.
- Crooofh!
Silêncio...
- Crooofh! - insiste.
Depois de alguns constrangedores segundos, o outro acaba por dizer alguma coisa:
- O que disse?
- Como?
- Você pareceu ter dito alguma coisa.
- Não, foi apenas meu sistema de manutenção de vida - ele pareceu tentar se desculpar. - Isso é involuntário.
- Ah... Sei como é. De vez em quando, solto alguns urros estridentes. Isso me trouxe problemas no trabalho.
- Nem me fale. O pior era quando alguém que eu interrogava simplesmente desmaiava só porque eu tentei tossir! A propósito, sou Darth Vader. Bem, esse não é meu verdadeiro nome. É mais como um nome artístico.
- Não tenho nome, gosto do tom de mistério. Mas pode me chamar de Angmar.
Os dois olharam para frente. Vader bate o pé de impaciência, embora sua postura seja quase inescrutável de tão rígida. Como não pode virar apenas o pescoço, ele gira todo o corpo ao se voltar para Angmar.
- Como você veio parar... bem, nesta sala?
- Hum... era coordenador de um projeto de reestruturação de uma multinacional, a Terra Média InC. Mas perdi o cargo para uma dupla de jovens inovadores de uma divisão rival. Um deles foi uma mulher... meu calcanhar de Aquiles.
- Calcanhar de Aquiles?
- É... ela não parava de pegar no meu pé. E você?
- Bem, eu estava tentando arranjar um bom emprego pro meu filho na empresa em que era diretor de projetos.
- E o que aconteceu?
- Bem, não suportei ver o presidente dando uma bronca no garoto. Acabei perdendo a compostura e aqui estamos nós.
- Fatalidades, meu amigo, fatalidades. E não sei, mas acho que nossa época acabou. 
- Não creio. Ouvi dizer que o presidente desta Companhia procura talentos experientes. Acho que ele quer revitalizar um antigo setor do mercado. Talvez haja vaga para nossas largas vivências.
Nesse momento, a secretária entra na sala. Ambos se endireitam em seus assentos, impecáveis. Atrás dela, um homem incrivelmente musculoso exibe um sorriso esgarçado. Ou melhor, seria um sorriso, mas na verdade ele tem o rosto completamente descarnado, exibindo uma caveira medonha. Sua cabeça é coberta por um capuz e ele veste uma espécie de tanga tribal. Sua imagem não passa tanta seriedade. Se não ficasse evidente demais, Angmar e Vader se entreolhariam, como se pensassem: "Em que furada nós nos metemos?"

7 comentários:

Neriana Rocha disse...

Olá!
Te indiquei, no meu blog, para responder uma tag.
Espero que goste!
Beijos!

Café com Leituras!
http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com

Isabelle Brum disse...

Olá, boa tarde ^^
Que demais o texto. Vader + "O senhor do escuro", perfeito *---* Amei
Beijinhos
Isabelle - http://attraverso-le-pagine.blogspot.com.br/

Taty disse...

Muito bom gostei, o mercado de trabalho é complicado pra todos né rsrsrs

bjos

Amanda Oliveira disse...

kkkk Adorei *-* Muito bem feito :)

Bjão
http://pensandoemlivro.blogspot.com.br/

Tamires Mirele disse...

Olá!
Te indiquei, no meu blog, para responder uma tag.
Espero que goste!
Beijos!

Sarah Marques disse...

Oi, como está?
Amei esse texto, com uma pitadinha cômica, um pouco de intertexto, gostei mesmo, você leva jeito!!

Tem post novo no blog,
passa lá e confere!
Sua volta é sempre bem vinda!

endless-poem.blogspot.com.br

Beijão

Suellen disse...

Eita! Acho que eu nunca pensei em ver esses dois pedindo emprego. kkkkkkkkk.

Adorei!