sexta-feira, janeiro 15, 2021

Sem gentileza - Dor e perda rumo à esperança


O que fazer quando o seu destino parece traçado? Como reagir quando esse destino não oferece alternativa e tudo parece conspirar contra todas as suas tentativas de uma vida um pouco menos cruel? Quando homens que deveriam proteger só trazem desgraça e tristeza?

Talvez essas sejam algumas das questões que atravessam a mente e o coração da jovem Mvelo. Com apenas 15 anos, a garota precisa cuidar da mãe aidética, enquanto se vê vítima de uma violência brutal. Essas não são as únicas aflições da jovem. Moradora de uma favela na África do Sul, Mvelo se vê cercada das piores condições de vida, com ninguém a quem recorrer a não ser ela mesma.

Assim tem início o romance Sem gentileza, de Futhi Nshingila. Ambientado em uma África do Sul após o apartheid, a narrativa mostra como a segregação racial ainda se faz presente na sociedade sul-africana, principalmente através da pobreza, do descaso do governo, da ausência de moradia digna e de acesso à saúde. Outras tantas mazelas cercam Mvelo e sua mãe. Por exemplo, a exploração religiosa e o machismo predatório que vitimam muitas jovens negras.

Nem tudo é desgraça e tristeza, porém. Mvelo encontra em Nonceba, uma jovem advogada, uma figura de referência, alguém que é capaz de se impor, que não se submete a homem algum. Além disso, Nonceba parece protegida pelos espíritos ancestrais. As pessoas que a temem pensam que Nonceba é feiticeira. O poder dessa mulher, de fato, por vezes parece sobrenatural. Contudo, o que mais é perceptível na personalidade de Nonceba é seu pulso firme, além de sua competência e da total confiança em si mesma.

Através de uma escrita direta e concisa, Nshingila guia o leitor, convidando-o a testemunhar diversas vidas e histórias, com momentos cruciais de morte e vida, ressaltando a força da ancestralidade que vai de encontro com os valores ocidentais e brancos. Assim, com um romance repleto de dor e perda, a autora vai traçando um texto de denúncia, expondo as mazelas a que estão submetidas tantas mulheres africanas.

Durante a leitura de Sem gentileza, talvez o leitor irá se perguntar: "Será que existe alguma esperança?" Contudo, mais do que procurar um alívio para as personagens do romance, certamente é fundamental a cada um de nós refletir nosso papel nessa teia, nesse emaranhado de vidas que continuam sofrendo os efeitos de séculos de violência, preconceito e segregação.


Sem gentileza

Futhi Ntshingila

 R$ 26,91 até R$ 44,90

ISBN-13: 9788583180791

ISBN-10: 8583180792

Ano: 2016 

Páginas: 160

Idioma: português

Editora: Dublinense


Perfil do livro no Skoob: https://www.skoob.com.br/sem-gentileza-593558ed594744.html

2 comentários:

  1. Amor, fiquei bem interessada em ler o livro a partir da sua resenha. Você escreve de um jeito convidativo à leitura. Te amo. Que orgulho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado por sempre me apoiar com sua leitura e seus comentários, Pam. Sempre que quiser, pode sugerir também melhorias na resenha e no blog. Beijo!

      Excluir