segunda-feira, janeiro 04, 2021

Pesadelos de Pandemia

Fonte: https://pixabay.com/pt/photos/lugares-perdidos-keller-elevador-1928727/

Ele tinha pressa, pois a reunião estava para começar. Não precisava correr, era só ligar o computador, mas a pressa o fazia pensar em sair correndo para não chegar atrasado. Como a maioria das coisas que acontecem em sonho, isso não fazia sentido.

Conseguiu então fazer o notebook funcionar. Entrou em reunião através do link, mas foi como se adentrasse pesados portões. Apesar disso, estava com o microfone e câmera desligados. Até aí, tudo bem.

Foi subitamente chamado para fazer uma apresentação. Porém, ele não tinha preparado nada; havia se esquecido da tarefa. Mesmo assim, tinha que apresentar alguma coisa. Resolveu improvisar.

Abriu o microfone e começou a falar. Foi aí que percebeu: estava pelado. Conferiu a câmera e sentiu alívio ao constatar que ela estava fechada. Então por que todos estavam rindo como se vissem algo ridículo? O alívio deu lugar à desconfiança e esta, ao medo. Passou a achar que todos conseguiam ver que estava pelado, mesmo com a câmera desligada. Também não conseguia entender como sabia que todos riam dele, se a tela do notebook também estava desligada. 

Seu maior pesadelo acontecia: acessar uma reunião de teletrabalho com a sensação de ter esquecido de ligar o computador. 

4 comentários:

Pam disse...

Pesadelo de teletrabalho em pandemia... Nossas mentes criando novos medos.
Eu ri, mas sei o quanto esses pesadelos nos deixam angustiados.

Rodrigo disse...

A pós modernidade se caracteriza, na psicanálise, pelo movimento da mente do sujeito em substituir o antigo sonho onde o indivíduo caminha pelado sem se dar conta, pelo indivíduo que participa de um encontro virtual nu, em entender se as pessoas podem ou não assisti-lo.

Samuel Medina (Nerito Samedi) disse...

Pam, obrigado pelo toque. Me ajudou a corrigir um probleminha no final do texto. Ou pelo menos tentar corrigir... rsrsrs

Samuel Medina (Nerito Samedi) disse...

Pois isso aconteceu. Foi comigo. Cê já teve um sonho assim?