quinta-feira, agosto 29, 2019

Ilusão

Quando eu fizer uma poesia
que seja bela como o nascer do sol
me avisem, não saberei a diferença
Temo tomá-la por mais um devaneio
fruto de meus olhos caleidoscópicos
Era tão bom ver assim
até descobrir que os outros viam diferente
Que agora esqueci-me do que é ver.

Nenhum comentário: