quinta-feira, novembro 09, 2017

Repouso

Sou um ser da sombra
a penumbra de minha
alma
decanta tons
além do fogo
do fumo
e do breu

Um ser vazio
andarilho
de sentidos
fugitivo
de palavras
apenas mais um
exilado.

Sou uma imagem
signo vazio
trilha inútil
de carne
flácido
percurso
anunciado

Meu corpo
deixado sobre a areia
meio comido pelos peixes
descansa
em seu último
dossel.

10/12/2014

Nenhum comentário: