quinta-feira, novembro 09, 2017

Minha Poética

Olhos claudicantes
avaros de névoas
fecham-se numa angústia
muda.
Aprender a apagar.
Este não deixa de ser
nosso maior desafio.
Uma outra forma de arte
Lembrar-se do que não foi.
Sonham mariposas empoeiradas
com a conquista de um outro
oriente.
Mas não é possível sonhar.
Não mais.
Todas as imagens
já foram rascunhadas para ti.

09/12/2014

Nenhum comentário: