sexta-feira, abril 14, 2017

O Matador: Leveza e densidade num só tiro

A literatura certamente é um campo minado. Filha da linguagem, faz parte de uma guerra muito maior. E as vítimas, muitas vezes somos nós. Em outras, as palavras. 
E se é um perigo lidar com literatura, tal risco se torna ainda maior quando falamos de literatura infantil. Muitos não possuem a coragem de fugir de conceitos e paradigmas préestabelecidos. Felizmente, Wander Piroli mostra que não é desses. Autor de uma obra contundente, grande parte voltada para o público infanto-juvenil, Piroli tem no livro O Matador um dos maiores exemplos de sua coragem, competência de linguagem e sensibilidade poética. A narrativa é escrita em tom de relato de memória, num tom fortemente confessional. Nele, o narrador, conta de um episódio da infância, quando todos os meninos da vizinhança tinham sucesso na caça aos pardais. Apenas ele, o narrador, fracassava na tentativa de atingir um passarinho com seu bodoque. Até uma fatídica tarde em que tudo muda e ele se torna, finalmente, um matador.
O texto é escrito com um equilíbrio primoroso entre leveza e densidade. A agilidade no discurso, através de frases curtas, confere uma rapidez e um ritmo leve à narrativa. Contudo, essa leveza é quebrada por mergulhos profundos e densos, como que estrategicamente escolhidos, por meio de palavras que carregam um peso profundo de sentido e de tom.
E não podemos ignorar o primoroso trabalho que o artista Odilon Moraes faz na ilustração da edição mais recente. Em sintonia com o texto de Piroli, Moraes usa uma paleta suave, escolhendo em geral o verde, para compor os desenhos, para no final carregar no vermelho, criando um contraste forte e pungente.
Com um texto preciso e dinâmico, sem deixar de lado a sensibilidade, Piroli faz de O Matador uma obra contundente e ímpar. E com o magnífico traço de Odilon Moraes, certamente sua narrativa permanecerá, nos corações e mentes de seus leitores, ecoando.

Ficha Técnica


Título: O Matador
ISBN: 9788540507678
Encadernação: Brochura
Formato: 21 x 26
Páginas: 32
Ano de edição: 2014
Editora Cosac Naify

Nenhum comentário: